The Little Black Dress

95c35660-fa2a-45e3-98d7-a2972f822f6aLBD-ruelalae1682054324fbbbc1b3194a4d8ae5776

img_4618img_4729

When you don’t know what to dress, the little black dress is the answer!

That’s exactly what happen to me, I was having one of those mornings that seems like your closet is completely empty and you have no idea what to wear.

Simple, versatile and elegant, the LBD was right there! This fashion motto never lets you down, it’s the piece that every woman should own. It’s perfect to any situation, either to a formal event, to party or on an ordinary day (with a denim jacket). 

The little black dress officially came out on Chanel‘s designs during the 1920s, it was dubbed “Chanel’s Ford” (due to the Ford’s model T car because it was affordable to all social classes) and remains a ‘fashion rule’ for almost a century. Besides that, his timeless piece appears in several iconic movies, who remembers Holly Golightly? Starred by Audrey Hepburn in Breakfast at Tiffany’s,  wearing a fancy black dress designed by Hubert de Givenchy . Described as “(…) a concept that came to be defined as “poverty deluxe”, the symbol of chic and sophisticated simplicity”  by VOGUE Italy. Christian Dior (that I love!) is another fashion designer that strongly consolidated the LBD code, this time with full skirts and cinched waits.

It leads us to the concept that “less is more”, personally I am not a minimalist at all but sometimes it is absolutely true! That’s what happens with the little black dress, always fashionable 😉 Très chic!

Sincerely yours,

Airam Seven


Quando não sabes o que vestir, o vestido curto preto é a solução!

Foi exatamente o que me aconteceu, estava numa daquelas manhãs em que parece que o teu armário está completamente vazio e não fazes ideia do que vestir.

Simples, versátil e elegante, o vestido preto estava mesmo ali à minha frente! Este lema da moda nunca te desaponta, é a peça que todas as mulheres deviam ter.

O LBD (little black dress – vestido curto preto) apareceu oficialmente nos anos 20 com os designes da Chanel, a esse modelo foi chamado o “Ford da Chanel” (por o ser acessível a todas as classes sociais tal como o modelo T da marca de carros Ford) e permanece uma “regra da moda” há quase um século. Para além disso, esta peça intemporal aparece em muitos filmes icônicos, quem não se lembra da Holly Golightly do Breakfast at Tiffany’s (em português, Boneca de Luxo), personagem protagonizada por um dos ícones mais glamorosos da história, Audrey Hepburn, usando um vestido preto de Hubert de Givenchy. Descrito como “(…) um conceito que veio a ser definido como “pobreza deluxe”, o símbolo da simplicidade elegante e sofisticado” pela VOGUE Itália. Outro estilista que veio consolidar o conceito do vestido preto curto foi Christian Dior (que eu adoro!), mas desta vez com saias compridas e cintura justa.

Esta “tendência”, por assim dizer, leva-nos ao conceito que “menos é mais”, eu não sou de todo minimalista mas por vezes esse conceito aplica-se na perfeição! É o que acontece com o vestido preto curto, sempre sensacional 😉 Très chic!

Com amor,

Airam Seven

Um comentário em “The Little Black Dress

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s